Após tirar dúvidas com Léo Áquilla, Sylvinho discursa contra homofobia

Do Gay1 Entretenimento

Léo Aquilla conversa com Sylvinho Blau-Blau sobre homossexualidade (Foto: Reprodução/Record)Léo Aquilla conversa com Sylvinho Blau-Blau sobre
homossexualidade (Foto: Reprodução/Record)
Dentro da sede, enquanto realizavam as tarefas da manhã neste sábado (2), Léo Áquilla e Sylvinho Balu-Blau conversaram e o cantor perguntou se podia tirar dúvidas sobre homossexualidade com o repórter.

"Qual o seu melhor tipo de companheiro?", questionou o cantor. "Agora, que eu virei mais menina de aparência, basta ser homem. Antes, não. Tinha que ser gay porque eu era menininho. Agora, que sou mais menininha, tem que ser homem. Tem que gostar de mulher. O que as pessoas não entendem é que namorado de transexual não é homossexual. Não é mesmo. Estou falando sério", respondeu Léo.

"É alguém que gosta de você. Que está com você porque gosta de você", disse então Sylvinho, interessado.

No início da tarde, então, o cantor, em conversa com Viviane Araújo e Gustavo Salyer, fez um discurso contra a homofobia, dizendo que, quando era mais novo, recebeu muitas "cantadas de gays", mas sempre respeitou.

"Ninguém pediu pra nascer gay, pra ir contra aos pais. Eles nascem assim e merecem respeito. Os pais tem que cuidar normalmente", disse. Sylvinho ainda falou que é totalmente contra o preconceito, o que foi concordado pelos outros peões do celeiro que estavam preparando o almoço.

A conversa foi interrompida depois que o sinal sonoro para o cuidado dos cavalos tocou e Viviane teve que ir continuar sua atividade.
 
Encontre-nos no Google+