Filho da cantora Cher fala sobre sua redefinição sexual em documentário

Chaz Bono hoje toma hormônios toda semana e fez mastectomia: rotina será mostrada pelo Discovery Channel.

por tatiana contreiras

Chaz Bono é filho do badalado casal Cher e Sonny Bono (Foto: Getty Images)Chaz Bono é filho do badalado casal Cher e
Sonny Bono (Foto: Getty Images)
Chaz Salvatore Bono, hoje com 43 anos, diz que não tem qualquer lembrança da infância. Naquela época, o filho da cantora Cher ainda era Chastity Sun Bono, uma menina que se sentia extremamente desconfortável em seu corpo. A princípio, a moça se revelou lésbica, mas depois decidiu passar pelo que costuma chamar de transição: em 2008, começou a fazer tratamento para redefinição sexual. Em 2010, finalmente, ganhou um novo nome. E é este processo de transformação que o documentário "Chaz Bono: mudança de sexo" mostra na quarta-feira, às 21h, no Discovery Channel.

"Não me lembro de ser uma garotinha. Enquanto eu crescia, tudo era muito confuso, porque não sabia nada sobre o que era ser transgênero, ou que essa era uma questão que realmente existia, ou que eu poderia fazer alguma coisa a respeito" conta Chaz, por telefone, à Revista da TV: "Sinto que se houvesse alguém naquela época que tivesse se assumido em público como transgênero, isso teria me poupado décadas de problemas. Quando decidi passar pela transição, tive medo de ser rejeitado".

Então filha do badalado casal Cher e Sonny Bono, Chaz hoje diz que gostaria de ter passado pela transição há 20 anos, mas acredita que as coisas acontecem na hora certa. No documentário — que surgiu depois de Chaz ouvir diversas vezes que deveria filmar sua história e que foi exibido, nos Estados Unidos, pelo canal da apresentadora Oprah Winfrey, o OWN — , os meio-irmãos de Chaz e sua ex-namorada, Jennifer Elia, também dão seus depoimentos, além do próprio. A ex revela que a transição afetou a relação do casal. Já Cher faz apenas uma pequena participação.

"Minha mãe participou do documentário até onde se sentiu confortável. Acho que você pode imaginar a dificuldade que isto tudo trouxe a ela. Mas este não é um filme sobre ela, nem a história de uma mãe e seu filho. É a minha história" explica ele, que desconversa quando perguntado sobre a atual relação dos dois: "Acredito que isso (a redefinição sexual) foi bastante complicado (para Cher). Mais que isso você deveria perguntar diretamente a ela. Não é uma coisa que eu me sinta bem em comentar. Não sei como é ser um pai ou uma mãe e ter um filho transgênero".

Fazendo a barba: Chaz Bono conta que queria ter feito a ‘transição’ antes (Foto: Divulgação)Fazendo a barba: Chaz Bono conta que queria ter feito
a ‘transição’ antes (Foto: Divulgação)
A transição começou à base de muitos hormônios. Mas foi a mastectomia que deu a Chaz a sensação de que, finalmente, estava ganhando o corpo masculino com que sempre sonhou na adolescência.

"Tomo uma injeção por semana, e só. Mas isso (remover os seios) foi o grande final para mim, foi muito profundo e teve um enorme efeito positivo em minha vida. Não tive a oportunidade de crescer como um homem, mas terei a chance de envelhecer dessa forma" explica.

Atualmente um ativista dos direitos LGBT, autor de livros sobre seu processo de transição, o músico e advogado (que despertou polêmica nos EUA ao participar do programa "Dancing with the stars") não pensa em se aventurar na política:

"Um dos meus objetivos é fazer com que pessoas que vivam essas questões não tenham que esperar até os 40 anos para se sentirem bem em seus corpos".
 
Encontre-nos no Google+