Grupo protesta contra a homofobia dentro do shopping Patio Brasil em Brasília

Do Gay1 DF, com informações do site Alô
Manifestantes mostram diversidade e pedem fim da homofobia no shopping Patio Brasil (Foto: Roberval Eduão)Manifestantes mostram diversidade e pedem fim da homofobia no shopping Patio Brasil
(Foto: Roberval Eduão/Alo.com.br)
Integrantes de organizações de combate a homofobia promoveram nesta quinta-feira (28) um beijaço em frente ao Patio Brasil, no centro de Brasília, e seguiram em passeata dentro shopping em comemoração ao dia do Orgulho LGBT. O protesto foi organizado pelo Coletivo Subversiva da UnB e pelo Grupo @BastaHomofobia. Fazem parte do movimentos ligados ao combate ao racismo, à homofobia e ao machismo.

Manifestantes caminharam pelo shopping com bandeiras do movimento LGBT e cartazes pedindo o fim da homofobia. Segundo os organizadores do evento, a intenção é demonstrar que os LGBTs são cidadãos com os mesmos direitos de qualquer outro cidadão. Um dos organizadoros, Luth Laporta, 19 anos, explicou que o evento dá visibilidade à diversidade sexual em locais públicos. “Somos cidadãos plenos de direitos e não vamos aceitar a homofobia”, destacou.

O ativista do Fórum LGBT do DF e Entorno, Patrick Bonfim, comentou que o ato público reflete a nova juventude que é resultado da visibilidade LGBT. “O próprio Pátio Brasil é frequentado por adolescentes e jovens homossexuais, heterossexuais, lésbicas e bissexuais. Essas ações marcam o Dia Internacional do Orgulho LGBT”.

A participante Alexandra Martins, lembrou que para as mulheres o peso da lésbofobia é ainda maior. "As mulheres lésbicas e bissexuais se encontram sempre em trabalhos subalternos, sem nenhum direito trabalhista. Ou então são vistas como a mulher do carnaval, a mulata libidinosa, que só ganha visibilidade no carnaval e depois volta para o seu lugar, limpando o chão", acrescentou.

 
Encontre-nos no Google+