Homem que esfaqueou mulher ao ser chamado de gay é condenado no DF

Durante discussão, mulher disse que marido teve caso com outro homem.
Pena é de oito anos de prisão; réu pode recorrer em regime fechado.

Homem que esfaqueou mulher ao ser chamado de gay é condenado no DF
Do Gay1 DF

O Tribunal do Júri de Brasília condenou a oito anos de prisão nesta segunda-feira (5) um homem acusado de esfaquear a mulher depois que ela afirmou, durante uma discussão, que o marido havia tido relações sexuais com outro homem. Cabe recurso à decisão, mas o réu terá de aguardar o resultado em regime fechado.

De acordo com uma testemunha ouvida durante o processo, a mulher foi esfaqueada após ter dito durante a briga, em 2011, que o marido era gay e teve um relacionamento homoafetivo. O marido teria pedido várias vezes que ele ficasse calada antes de golpeá-la.

Durante a fase de processo, o réu manteve-se em silêncio durante interrogatório. Ele foi condenado por tentativa de homicídio por motivo fútil.

 
Encontre-nos no Google+