Mutirão em SP oferece testes rápidos para diagnóstico de HIV

Do Terra
Ação acontece na segunda e terça-feira, das 9h às 16h, e na quarta, das 9h às 13h (Foto: Getty Images)Ação acontece na segunda e terça-feira, das 9h às
16h, e na quarta, das 9h às 13h (Foto: Getty Images)
Esta semana, um mutirão irá oferecer testes rápidos para o diagnóstico do vírus HIV em São Paulo. A ação acontece na segunda e terça-feira, das 9h às 16h, e na quarta, das 9h às 13h, na Academia Paulista de Letras, no Largo do Arouche.

A iniciativa é feita pela Secretaria de Estado da Saúde em conjunto com a Secretaria de Cultura do município na semana que antecede a 16ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, marcada para o dia 10 de junho, e que reúne lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, além de simpatizantes. Cada teste leva aproximadamente 30 minutos para ser realizado e sua eficácia é igual ao tradicional. Todo o processo é feito de forma cautelosa e sigilosa.

A ação contará, por dia, com 30 profissionais dos programas estadual e municipal DST/Aids-SP. Serão disponibilizados mil testes rápidos, 25 mil preservativos e panfletos com orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis. O objetivo é incentivar o diagnóstico precoce da infecção pelo vírus da Aids e reduzir o medo e o preconceito em relação ao teste.

Feira da diversidade
Na quinta-feira, dia da Feira da Diversidade, atividade que faz parte da agenda de programação da Semana do Orgulho LGBT de São Paulo, profissionais da coordenação estadual de DST/Aids-SP e do programa municipal de DST/Aids estarão no Vale do Anhangabaú para orientar a população sobre a importância da prevenção a doenças sexualmente transmissíveis e Aids. Serão distribuídos 100 mil preservativos, 12 mil sachês de gel lubrificante e 10 mil folhetos informativos.

No dia da 16ª Parada, 150 agentes distribuirão preservativos em três barracas dispostas estrategicamente ao longo da avenida Paulista e durante o período de concentração para o evento. Este ano, o tema é "Homofobia tem cura: educação e criminalização! - Preconceito e exclusão, fora de cogitação".

 
Encontre-nos no Google+