Parada LGBT vai mudar esquema de trânsito na Avenida Paulista

Interdições começam neste domingo (9) de manhã e vão até a noite.
Melhor opção de locomoção será o transporte público, com ônibus e metrô.

Parada LGBT vai mudar esquema de trânsito na Avenida Paulista
Do Gay1 SP, com informações do SPTV

A 16ª edição da Parada do Orgulho LGBT vai mudar o trânsito neste domingo (9) na região da Avenida Paulista. As interdições começam logo cedo e vão até a noite.

Na Paulista, os bloqueios começam na Rua Teixeira da Silva, no Paraíso, até a Rua da Consolação, nos dois sentidos. Nesse trecho, só vai dar para cruzar a avenida pela Avenida Brigadeiro Luís Antônio ou pelas ruas Maria Figueiredo e Carlos Sampaio. Na Rua da Consolação, não vai dar para passar entre a Alameda Santos e a ligação leste-oeste.

Catorze trios elétricos e milhares de pessoas devem percorrer toda a Paulista e descer a Rua da Consolação até o Centro, perto da Praça da República.

A organização recomenda que o público use o transporte público, com várias opções de ônibus e as linhas verde e amarela do Metrô.

A SPTrans alterou o itinerário de 43 linhas de ônibus que passam na região da Avenida Paulista. E as mudanças só valem para o domingo, a partir das 10h. O Metrô também montou um esquema especial. Haverá mais trens circulando nas linhas azul, verde e vermelha. Ao todo, serão 260 viagens a mais.

Para reforçar a segurança, 1.500 policiais militares e 700 guardas civis metropolitanos vão trabalhar na região. Eles serão ajudados por 30 câmeras de segurança.

Segundo os organizadores, 4 milhões de pessoas devem participar da manifestação. Quem for à parada deve evitar, segundo a Polícia Militar, bolsas, roupas com zíper ou botões, onde possam estar documentos, câmeras e celulares, e levar o estritamente necessário. Os objetos de valor devem ficar, de preferência, amarrados ao pulso com um cordão. Capa de chuva também é uma melhor opção que o guarda-chuva, para facilitar a movimentação.

Para fugir da aglomeração, cerca de 800 convidados devem acompanhar a festa do Camarote da Solidariedade, cuja entrada são 6 kg de alimentos não perecíveis, que serão doados. A visão é privilegiada e será oferecido um coquetel.

Na estação República do Metrô, é exibida a mostra "Homofobia fora de moda", no Museu da Diversidade, até o dia 29. Camisetas com estampas falam sobre o preconceito e já passaram por outras cidades paulistas. A iniciativa faz parte do programa "São Paulo contra a Homofobia".

 
Encontre-nos no Google+