Pílula 4 em 1 torna tratamento do HIV mais 'seguro, simples e eficaz'

Combinação de vários antirretrovirais em um comprimido quer reduzir o número de vezes ao dia que os remédios precisam ser tomados, evitando esquecimentos.

Da BBC
Célula infectada pelo HIV: nova pílula ajuda a interromper replicação do vírus (Foto: BBC)Célula infectada pelo HIV: nova pílula ajuda a interromper replicação do vírus (Foto: BBC)
Um novo comprimido que combina quatro drogas anti-HIV em um único tratamento diário é seguro e eficaz, de acordo com um estudo publicado nos EUA.

Espera-se que a pílula 4 em 1 torne mais fácil para os pacientes manter a medicação e melhorar os efeitos de seu tratamento.

Um estudo publicado na revista especializada Lancet afirma que esta poderia ser uma "nova opção de tratamento" e um especialista britânico disse que a pílula é "uma grande notícia" e faz parte de um movimento em direção a doses diárias únicas para portadores do HIV.

O HIV é incurável, e o tratamento da infecção requer terapia que combina múltiplas drogas usadas para controlar o vírus. Isso pode significar tomar vários comprimidos em diferentes horários do dia. E esquecer de um significa que o corpo pode perder a luta contra o HIV.

Pesquisadores e empresas farmacêuticas têm combinado alguns medicamentos em comprimidos individuais, para facilitar a administração das doses. A pílula 4 em 1 é a primeira a incluir um tipo de droga anti-HIV conhecido como um inibidor da integrase, que interrompe a replicação do vírus.

'Segura, simples, eficaz'
Paul Sax, diretor clínico do Brigham and Women's Hospital, em Boston, Massachusetts, e professor associado da Harvard Medical School, disse: "A adesão dos pacientes à medicação é vital, especialmente para pacientes com HIV, onde a perda de doses pode levar o vírus a tornar-se resistente."

Ele liderou a pesquisa comparando o efeito da pílula 4 em 1 com o do melhor tratamento disponível até então em 700 pacientes. Sax disse que a pílula testada foi tão segura e eficaz quanto as opções anteriores, embora houvesse um nível maior de problemas renais, entre aqueles que a tomam.

"Nossos resultados fornecem uma opção adicional altamente potente e bem tolerada, e reforça a simplicidade do tratamento por meio da combinação de vários antirretrovirais em um único comprimido."

Steve Taylor, especialista em HIV no Birmingham Heartland Hospital, disse: "Sem dúvida, o desenvolvimento de uma pílula única é um grande avanço no combate ao HIV.

"Passamos um longo tempo com pessoas tomando até 40 comprimidos três vezes ao dia", diz.

Segundo ele, o novo comprimido foi "uma grande notícia" para as pessoas com HIV e que a pílula 4 em 1 aumentaria as opções de tratamento. No entanto, ele alertou que muitas pessoas ainda têm o HIV não diagnosticado. Um quarto das pessoas com HIV no Reino Unido não sabem que estão infectadas. A pesquisa foi financiada pela empresa de biotecnologia Gilead Sciences.

 
Encontre-nos no Google+