Polícia prende suspeito de matar travesti empalada, em crime bárbaro no DF

Renata, 37 anos, foi brutalmente assassinada na madrugada de 20 de dezembro de 2009 em uma quadra comercial de Sobradinho.

Por Isabela de Oliveira
13ª DP de Sobradinho receberem informações de que o rapaz estaria em uma via pública no centro de Sobradinho, DF (Foto: Claudio Martins)13ª DP de Sobradinho receberem informações de que o rapaz estaria em uma via pública no centro da Cidade (Foto: Claudio Martins)
Após três anos de investigação, foi preso um dos supostos autores do assassinato da professora Renata, do nome de registro André Luis Pinheiro de Sousa. Com prisão preventiva decretada, Hemerson Leandro Rodrigues Gomes, 21 anos, estava foragido desde maio deste ano. Ele foi apreendido após os policiais da delegacia responsável pelo caso, a 13ª DP de Sobradinho, receberem informações de que o rapaz estaria em uma via pública no centro da cidade. Além de Hemerson, Augusto Rodrigues Paes e um adolescente responderão por homicídio triplamente qualificado.

Entenda o caso
André Luiz Pinheiro de Souza era travesti. Conhecida por Renata, ela tinha 37 anos quando foi brutalmente assassinada, na madrugada de 20 de dezembro de 2009, em uma quadra comercial de Sobradinho. A professora foi atacada na cabeça com um pedaço de vaso sanitário e depois empalada com um fragmento de madeira e um cano de metal. A agressão ocorreu ao lado de uma pilha de entulho, local de onde os policiais acreditam que os autores retiraram os materiais usados no assassinato. Os peritos também encontraram cigarros e garrafas de álcool na cena do crime.

 
Encontre-nos no Google+