Bruno e Macarrão tinham um caso, diz defesa

Advogado do goleiro diz que "esse é um claro caso de amor" ao comentar carta divulgada pela revista 'Veja'.

Do Gay1 Esportes
Dakota Cochrane lutador TUF (Foto: Divulgação)Bruno e Macarrão quando foram presos em 2010 (Foto: AE/Arquivo)
O advogado Rui Pimenta, defensor do goleiro Bruno, diz que seu cliente e Luiz Henrique Romão, o Macarrão, tiveram um relacionamento gay. A afirmação, ao jornal "O Estado de São Paulo, deve-se a uma carta, publicada pela revista 'Veja', supostamente escrita pelo goleiro ao amigo para que ele assumisse a morte de Eliza Samudio".

"Naturalmente, pela masculinidade dele, um gladiador, eu entendo que o relacionamento entre eles existia. Eu levo a carta para esse lado, ele queria terminar essa relação", disse Pimenta. Ele afirmou também que esse é um "claro caso de amor", afirma Pimenta. "Eu respiro nesta carta um relacionamento bem íntimo entre os dois e a revista errou ao dar interpretação diversa."

Bruno e Macarrão estão presos acusados de participar do assassinato da jovem, que teve um filho do goleiro - o que teria motivado o crime. Na carta, que segundo a revista teve a grafia de Bruno comprovada por dois peritos, ele afirma que consultara seus advogados e que era melhor que Macarrão usasse o "plano B". Segundo a Veja, este plano seria justamente Macarrão assumir toda a culpa pela morte de Eliza.

"Maka, eu não sei como dizer isso, mas conversei muito com os nossos advogados e eles chegaram a uma conclusão devido aos últimos acontecimentos e descobertas sobre o processo e investigações. Nós conversamos muito e eles acham que a melhor forma para resolvermos isso é usando o plano B", diz a carta.

"Eu sinceramente nunca pediria isso para você, mas hoje não temos que pensar em nós somente. Temos uma grande responsabilidade que são nossas crianças", acrescenta. "Você me disse que se precisasse você ficaria aqui e que para eu nunca te abandonar. Então, irmão, chegou a hora."

Pimenta havia dito que a carta versaria sobre o término de um suposto relacionamento entre Bruno e Macarrão. Questionado se teria conversado com o cliente sobre o assunto, Pimenta desconversou e afirmou que o caso estaria claro para ele.

“Só de haver um vídeo com cenas de sexo com dois homens e uma mulher, já comprovaria isso. Mas um é o homossexual ativo [Bruno] e, o outro, o homossexual passivo [Macarrão]”, disse aludindo a um vídeo que Eliza teria feito do próprio celular contendo uma orgia sexual entre ela, Bruno e Macarrão.

A revista retrata o assunto ao afirmar que pessoas próximas ao goleiro confirmaram a existência do material e que Eliza ameaçava divulgá-lo.

 
Encontre-nos no Google+