LGBTs consomem mais produtos tecnológicos, diz pesquisa

Do Gay1 Brasil, com informações do InfoMoney
LGBTs consomem mais produtos tecnológicos, diz pesquisa
Um estudo realizado pelo Instituto QualiBest comparou os hábitos de consumo e estilo de vida dos brasileiros pela sua orientação sexual. A pesquisa marcou o lançamento do QPainel LGBT e dos 17.876 internautas questionados, 3,63% eram lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, um total de 649 participantes.

O levantamento revelou que, em relação ao estado civil, 12% de LGBTs se declaram “casados”, sendo 20% lésbicas, bissexuais e transexuais femininas e 7% de gays, bissexuais e transexuais masculinos. Quanto aos heterossexuais, 33% se neste estado civil.

Quanto aos hábitos de vida, LGBTs solteiros têm interesse por viagens, 49% declararam ter viajado a passeio pelo Brasil três ou mais vezes, nos últimos dois anos, e 27% disseram ter viajado para o exterior com a mesma frequência. Essas porcentagens caem para 44%, no caso das viagens nacionais, e 22%, das internacionais, quando se trata de heterossexuais.

Um ponto que apresentou grande divergência foi a religião. 70% de heterossexuais disseram acreditar em alguma religião, contra 55% de LGBTs.

Tecnologia
O estudo revelou que, quando se trata dos hábitos de consumo, 62% de LGBTs não possuem automóveis, enquanto esse porcentual cai para 55%, em relação aos heterossexuais. Porém, apesar de a maioria não ter carros, 32% de LGBTs têm aparelhos de GPS, contra 29% dos participantes heterossexuais.

60% de LGBTs têm conexão wireless e 31% possuem modem de banda larga 3G. Já para heterossexuais ficam em 57% e 27%, respectivamente. Quanto aos smartphones, 47% dos entrevistados LGBTs possuem aparelhos inteligentes, enquanto 40% dos heterossexuais possuem esse tipo de aparelho.

A maioria de LGBTs (52%) tem TVs de LCD ou Plasma, taxas que caem para 49% entre os heterossexuais. Em questões de informático, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais possuem mais tabletes, com 15%, notebooks, com 69%, e webcams, com 76%. Entre os demais participantes da pesquisa os números ficaram em 11%, 64% e 72%, respectivamente.

Dinheiro
LGBTs recorrem mais aos serviços de crédito. Enquanto 30% deste público possuem empréstimos, apenas 27% de heterossexuais diz utilizar este tipo de recursos.



 
Encontre-nos no Google+