Bispos da França criam polêmica por oração que seria anticasamento igualitário

Frase foi interpretada como tomada de posição da Igreja Católica do país.
Presidente Hollande comprometeu-se com direito ao casamento igualitário.


Da AFP
LGBTs caminham por direitos na Parada do Orgulho LGBT da França (Foto: France Presse)LGBTs caminham por direitos na Parada do Orgulho na França (Foto: France Presse)
Os bispos católicos da França criaram polêmica ao pedir aos fieis que façam uma determinada oração na Festa da Assunção, em 15 de agosto, o que foi interpretado como uma tomada de posição contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, inscrito no programa do governo socialista que planeja legalizar o matrimônio igualitário e a adoção por casais do mesmo sexo.

A Igreja francesa pediu aos fieis que orem para que as crianças "deixem de ser objeto dos desejos e conflitos dos adultos para beneficiar-se plenamente do amor de um pai e de uma mãe".

O direito ao casamento e à adoção para casais do mesmo sexo são compromissos de campanha do presidente François Hollande.

Segundo uma pesquisa do Ifop publicada nesta terça, 65% dos franceses são favoráveis ao casamento igualitário, em avanço de dois pontos em relação a uma pesquisa realizada há um ano.

Em relação à adoção, 53% dos franceses seriam favoráveis, ou seja, cinco pontos a menos em relação a 2011.

 
Encontre-nos no Google+