Empresa aérea é acusada de colar vibrador em mala de casal gay

Empresa aérea é acusada de colar vibrador em mala de casal gay
Da Page Not Found

Um casal gay que voava de San José (Costa Rica) a Norfolk (EUA) está processando a Continental Airlines. Ao retirar uma das malas da esteira, Christopher Bridgeman e Martin Borger perceberam que havia um vibrador colado no lado de fora da bagagem.

O brinquedo sexual pertence ao casal e estava dentro da mala quando ela foi despachada. Depois, o vibrador foi retirado por terceiros e lambuzado com uma substância fedorenta.

De acordo com o processo, os dois passageiros da empresa aérea "ficaram tão chocados e envergonhados com a situação que tiveram que solicitar a presença de amigos para deixar o aeroporto".

Christopher e Martin acreditam que os funcionários fizeram a "brincadeira" após perceberem que um vibrador estava na mala de um passageiro do sexo masculino - havia um cartão de identificação preso a ela.

O casal processa a empresa por danos morais e emocionais, invasão de privacidade e negligência, segundo o Courthouse News Service.

 
Encontre-nos no Google+