Parada LGBTS do Distrito Federal defende aprovação do Estatuto da Diversidade Sexual

Da Agência Brasil
Batalhão da Polícia Militar calculava que havia 30 mil pessoas no evento (Foto: Agência Brasil)Batalhão da Polícia Militar calculava que havia 30 mil pessoas no evento (Foto: Agência Brasil)
Lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e simpatizantes (LGBTS) de Brasília realizam neste domingo (23) a 15ª edição da Parada do Orgulho LGBTS do Distrito Federal.

Integrantes coletaram assinaturas para endossar a aprovação do Estatuto da Diversidade Sexual e para defender o projeto de criminalização da homofobia.

Com o lema "Sou LGBT e Construo o DF - Exijo Cidadania!", os organizadores do evento procuraram mostrar que LGBTs estão em várias profissões e lugares, construindo o DF.

A 15ª parada se concentrou no eixo rodoviário, na altura da 112 Sul, e se dirigiu até a rodoviária do Plano Piloto.

Por volta das 18h, quando os participantes da parada começaram a se aproximar do final do percurso, a comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, tenente Paula, calculava que havia 30 mil pessoas no local. A mesma previsão de publico foi feita pelos coordenadores do movimento.

Participando do encontro, a deputada Erika KoKay (PT-DF), disse que a parada representa o "espaço de construção do desejo, da democracia, da liberdade".

 
Encontre-nos no Google+