Em 'Amor & Sexo', debate esquenta com Alexandre Borges 'no lugar' de travesti e gay

Bancada de religiosos ainda surpreende e dá pontuação máxima ao ator.

Do Gay1 Entretenimento

Fernanda Lima e Alexandre Borges no Amor e Sexo (Foto: Rede Globo / João Cotta)Fernanda Lima e Alexandre Borges no Amor e Sexo (Foto: Rede Globo / João Cotta)
O debate religioso do último Amor & Sexo, da TV Globo, esquentou com a presença de Alexandre Borges. No quadro ‘Vai ter que rebolar’, que voltou atendendo a pedidos, o Cadinho de Avenida Brasil se colocou no lugar de uma travesti e de um casal de gays, respondeu como agiria em cada situação proposta pelo quadro e ainda foi ‘avaliado’ por bancada de religiosos. No balanço final, Borges se saiu bem e ganhou pontuação máxima.

Na primeira situação, inspirada na vida real de uma ex-profissional do sexo que mudou de vida, o ator ainda acabou surpreendido ao conhecer a personagem real: Barbara. Hoje entre o quadro de funcionários da TV Globo, Barbara é transexual, mas ainda não conseguiu fazer a operação de redesignação sexual.

No palco do programa, Barbara falou sobre o preconceito que enfrentou no mercado de trabalho e em outras áreas da vida. "Eu fiquei um ano dependendo de amigos, sem auxilio da minha família, até resolver e entender que a única maneira de sobreviver sozinha era no mercado do sexo", contou. Clique no vídeo e confira!



O segundo debate do quadro também deu o que falar. Na história que Borges deveria 'entrar', um casal gay adotou uma criança e precisou responder ao filho se a relação era aprovada por Deus. "Eu ia explicar para ele que dois homens fizeram o papel de pai e mãe que essa era a realidade dele, independente de religião", destacou Alexandre.

Na hora da avaliação dos religiosos, o primeiro a surpreender foi o reverendo Marcos Amaral: “Apesar dos nossos dogmas, a igreja não pode se fechar”, destacou, dando pontuação máxima para a resposta do ator. O padre Juarez de Castro também deu nota máxima, e explicou sua visão: “O último código canônico diz que a maior lei será sempre o amor”. O monge Lama Rinchen e o babalawo Ivanir dos Santos também aprovaram a resposta de Borges. Assista!

 
Encontre-nos no Google+