Justiça russa rejeita processo contra Madonna por defesa dos diretos LGBT

Do Gay1 Entretenimento, com informações da AP

Madonna fala com os fãs durante show na Noruega em 15/8/12 (Foto: AFP PHOTO/SCANPIX NORWAY/Fredrik Varfjell)Madonna fala com os fãs durante show na Noruega em 15/8/12 (Foto: AFP PHOTO/Fredrik Varfjell)
A Justiça russa rejeitou, nesta quinta-feira (22), um processo apresentado contra a cantora Madonna que defendeu os direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais durante um show em São Petersburgo.

Durante a audiência, que durou apenas um dia, os autores do processo afirmaram que a "propaganda de perversão" de Madonna poderia afetar negativamente o índice de natalidade da Rússia e corroer a capacidade de defesa do país, ao privar o nascimento de futuros soldados. Em certo ponto do julgamento, o juiz ameaçou expulsar os jornalistas da sala do tribunal se eles rissem demais.

O tribunal também defendeu que as organizações sociais que entraram com a ação contra a cantora paguem as despesas judiciais dos advogados que representaram a cantora americana. As organizações que apresentaram a denúncia exigiam que Madonna e os organizadores dos shows pagassem uma quantia de US$ 10 milhões.

O sentimento anti-LGBT é forte na Rússia, particularmente em São Petersburgo, onde legisladores locais aprovaram uma lei em fevereiro, que tornou ilegal promover direitos LGBT a menores. Seis meses depois, Madonna criticou a lei no Facebook, depois defendeu os direitos LGBT durante o show em São Petesburgo.
 
Encontre-nos no Google+