Entra em vigor lei que permite casamento igualitário no estado americano de Maine

Casais oficializaram a união horas depois.

Do Gay1, com Agências Internacionais
Steven Bridges e Michael Snell, o primeiro casal a legalizar a união em Portland, no estado de Maine, trocam alianças (Foto: Joel Page / Reuters)Steven Bridges e Michael Snell, o primeiro casal a legalizar a união em Portland, no estado de Maine, trocam alianças (Foto: Joel Page / Reuters)
Casais do mesmo sexo ficam ansiosos para se tornar os primeiros a casar sob a lei do casamento igualitário no estado americano de Maine, recentemente promulgada, se reuniram na noite de sexta-feira na periferia de City Halll, em Portland, a maior cidade do estado, esperando até a meia-noite para a troca de seus votos.

Cerca de seis casais se reuniram com amigos e familiares em temperaturas de congelamento do lado de fora do prédio antes que as portas para o escritório do escrivão da cidade fossem abertas às 10h (horário local) e às 11h30m o número de potenciais noivas e noivos mais que dobrou e deve crescer.

"Estamos juntas há 30 anos, e nunca pensei que este país iria permitir os casamentos entre casais de gays" disse Roberta Batt, de 71 anos, um negociante de antiguidades e médica aposentada com cabelo grisalho e óculos redondos. Ela planejava se casar com sua parceira de longa data, Maria, que estava nas proximidades.

"Estamos muito gratas ao povo do Maine, e espero que o resto do país siga o exemplo deste estado" acrescentou.

Junto com os eleitores em Maryland e do estado de Washington, os moradores de Maine aprovaram iniciativas eleitorais que legalizaram uniões do mesmo sexo em 6 de novembro, dia da eleição, tornando-os os primeiros estados a estender os direitos do casamento a casais do mesmo sexo pelo voto popular.

Nove dos 50 estados dos EUA mais o Distrito de Columbia, já legalizaram o casamento igualitário. Outros 31 estados aprovaram emendas constitucionais que proíbem isso.

O primeiro par a participar das cerimônias civis realizadas em Portland, Steven Bridges, 42 anos, e Michael Snell, 53, foram recebidos por um trio de jazz tocando no lobby.

"Somos iguais, não somos melhores nem piores. Estamos finalmente sendo reconhecidos pelo estado de Maine como um casal" disse Bridges.

A opinião pública tem mudado a favor da permissão do casamento igualitário. Em maio, o presidente Barack Obama se tornou o primeiro presidente dos EUA a dizer que casais do mesmo sexo devem ser autorizados a se casar.

Uma pesquisa realizada pelo Pew Research Center em outubro mostrou 49% americanos eram favoráveis ​​a permitir o casamento igualitário, com 40% contra. O Supremo Tribunal dos EUA decidiu rever as leis federais e estaduais que definem o casamento como uma união entre um homem e uma mulher.

A mais alta corte do país disse neste mês que vai rever a lei federal que nega a ​​casais do mesmo sexo os benefícios federais que casais heterossexuais recebem.

 
Encontre-nos no Google+