Ativistas pedem que jogadores do All Blacks saiam do armário

Do Gay1 Entretenimento
Ativistas LGBT têm pedido para que jogadores do All Blacks, atuais campeões do mundo da modalidade, para saírem do armário (Foto: Getty Images)Ativistas LGBT têm pedido para que jogadores do All Blacks, atuais campeões do mundo da modalidade, para saírem do armário (Foto: Getty Images)
Um pedido inusitado vem causando alvoroço no rúgbi da Nova Zelândia. Vários ativistas e defensores dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no país têm pedido para que jogadores do All Blacks, atuais campeões do mundo da modalidade, saiam do armário e assumam a sexualidade.

A polêmica começou após o apresentador de TV Steve Gray afirmar à imprensa local que vários atletas da seleção neozelandesa seriam gays, e que inclusive teria mantido relações com um deles, cujo nome não foi revelado.

"Não sei qual dos All Blacks era, porém, em seu momento, comprovei com um amigo e era totalmente verdade (que ele pertencia ao time)" disse o apresentador ao jornal Sunday Star Times.

Diretor do grupo Rainbow Wellington, que luta pelos direitos LGBT na Nova Zelândia, Tony Simpson declarou apoio aos jogadores do All Blacks que quiserem revelar sua orientação sexual.

"Se um dos membros dos All Blacks afirmar sua homossexualidade, acho que as pessoas se perguntarão: 'Bem, o que isso tem a ver com o jeito de jogar rúgbi?'. A maioria das pessoas entenderá" disse ele à agência EFE.

A polêmica coincidiu com uma edição recente da revista britânica Attitude, voltada ao público LGBT. Na publicação, o jogador inglês Matt Jarvis, do West Ham, defendeu que esportistas LGBT possam 'sair do armário'.

 
Encontre-nos no Google+