'Na minha casa não precisei assumir nada, foi tudo nua boa', diz Mart'nália sobre sexualidade

'Meu pai me defende', diz cantora que viverá uma mecânica lésbica na série 'Pé na Cova', da Rede Globo.

Do Gay1 Entretenimento

Mart'nália e seu pai, Martinho da Vila (Foto: Raphael Mesquita/FotoRioNews)Mart'nália e seu pai, Martinho da Vila (Foto: Raphael Mesquita/FotoRioNews)
Em "Pé na Cova", novo humorístico escrito e atuado por Miguel Falabella, Mart’nália interpreta Tamanco, uma lésbica que trabalha em uma oficina e vive um romance com Odeite Roitman (Luma Costa) filha de Ruço, personagem de Falabella.

"Fiz um musical com o Miguel há sete anos, foi isso que me motivou a trabalhar com ele novamente. Lembrei o quando nos divertimos", contou Mart’nália ao site UOL durante coletiva de imprensa para apresentar o seriado nesta segunda-feira (7) no Rio de Janeiro.

Indagada como está avaliando seu desempenho como atriz, a cantora disse que "bom não é". "Não sou atriz e não pretendo ser. Minha dicção é péssima. Já falei para o Miguel que se ficar muito ruim ele pode matar a personagem", opinou Mart’nália aos risos.

Na trama, Ruço irá implicar com Tamanco, junto de outros familiares que também vão se chocar com o noivado entre ela e Odete. "O que é mais legal é que o Miguel conseguiu criar uma família; um reclama, outro não gosta, um finge que não vê, assim como na vida real", explicou a cantora.

Lésbica também na vida real, Mart’nália disse que não liga para a homofobia. “Sou como o Tamanco, não ligo para nada, não estou nem aí... uns gostam, outros não”, declarou a sambista, que disse ter o apoio dos parentes. “Família é família. Ninguém fala nada sobre isso e, se falar, meu pai me defende”, afirmou a filha de Martinho da Vila.

"Na minha casa não precisei assumir nada, foi tudo nua boa", garantiu ela, que acredita que o humor é uma boa ferramenta para abordar temas como a homossexualidade. Mart’nália também assina a trilha de "Pé na Cova" junto com o rapper Renegado.

 
Encontre-nos no Google+