Na Inglaterra, transexual não consegue pagar multa por causa da voz masculina

Do Page Not Found
Na Inglaterra, transexual não consegue pagar multa por causa da voz masculina (Foto: Reprodução/Chronicle Live)
Uma transexual prestou queixa contra a prefeitura de North Tyneside, na Inglaterra, por discriminação depois que um funcionário se recusou a efetuar o pagamento, por telefone, de uma multa de trânsito dela. Segundo o funcionário, a voz era claramente de um homem, não condizendo com o nome da motorista, Katrina Harte.

"Eu fiquei furiosa e explodi em lágrimas. Não era para eles terem uma política que não discrimine lésbicas, gays, bissexuais e transexuais?", disse Katrina, de acordo com o "Chronicle Live".

Um porta-voz da prefeitura pediu desculpas pelo incidente: "O bom serviço aos clientes e a igualdade são levados muito a sério pela prefeitura de North Tyneside".

Katrina, de 50 anos, fez cirurgia de readequação sexual. Ela diz que só precisa se livrar do pomo-de-adão para a mudança estar completa.

Ela contou ter ficado, durante quatro décadas, sufocada em um corpo de homem, até que se submeteu à operação bancada pelo serviço de saúde público.

 
Encontre-nos no Google+