Polícia procura jovem lésbica desaparecida há cerca de uma semana, em Entorno do DF

Segundo a família, ela tinha um relacionamento com uma mulher casada.
Amigo disse ter ouvido tiros quando falava com a jovem ao telefone.


Do Gay1, com informação da TV Anhanguera
Inconformada, a família pede um desfecho para o caso (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Inconformada, a família pede um desfecho para o caso (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
A polícia está à procura de pistas de uma jovem de 23 anos que está desaparecida há cerca de uma semana em Valparaíso de Goiás, na região do Entorno do Distrito Federal. Segundo a família, Luziene Pacheco da Silva desapareceu no dia 30 de dezembro quando voltava do trabalho por volta da 21 horas. Para a polícia e familiares, a suspeita é que ela tenha sido morta.

Segundo a família, ela mantinha relações com outra mulher, que teria deixado o marido para assumir o relacionamento com a jovem há pouco mais de um mês. "Ela estava no telefone com o amigo que ouviu ela falando para não fazer isso com ela: ‘Cara, não faz isso comigo não. Pelo amor de Deus’ e depois ouviu os disparos", conta uma testemunha sem se identificar. Luziene era operadora de caixa de um supermercado do município.

A polícia ouviu algumas testemunhas, mas não sabe o que teria motivado o crime. Nos próximos dias serão feitas novas diligências para tentar esclarecer o caso. De acordo com a delegada responsável pelo inquérito, as investigações até agora já apontam um suspeito.

“Nós estamos trabalhando realmente na linha de que ela tenha sido vítima de homicídio. O corpo ainda não foi localizado, mas as próximas diligências serão feitas no sentido de localizar o corpo”, diz a delegada Karina Duarte.

Inconformada, a família pede um desfecho para o caso: “A gente quer que se ela estiver viva ou se estiver presa com alguém, que essa pessoa devolva para gente. Se ela estiver morta, deveriam devolver pelo menos o corpo para gente”, diz um familiar que não quis se identificar.

 
Encontre-nos no Google+