Tratada como diva, Ellen, do 'The Voice', diz: 'Manterei os pés no chão'

Com R$ 500 mil na conta, carro e contrato com gravadora, vencedora do reality teve até jatinho para poder cantar no Réveillon de Brasília e do Rio.

Do Gay1 Entretenimento

Ellen Oléria , vencedora do 'The Voice' (Foto: Diego Bresani-Estudio California)Ellen Oléria , vencedora do 'The Voice' (Foto: Diego Bresani-Estudio California)
Negra, lésbica, criada em uma região pobre do Distrito Federal, Ellen Oléria venceu o "The Voice Brasil", um das atrações da Rede Globo em 2012, com alegria, mas sem alarde. Com 30 anos de idade, 13 de carreira - e de resistência contra diversos tipos de preconceito -, a brasiliense parecia esperar, serena, pelo seu grande dia.

E já se foram 14 longos dias, desde a final do programa. Entre ensaios e entrevistas, Ellen já se acostumou, ao longo dessas duas semanas, com o carinho das pessoas nas filas de supermercado, com o pedido constante de fotos e com a nova conta bancária - que ficou R$ 500 mil mais gordinha com a premiação. "Houve uma verdadeira comoção em Brasília... Um sentimento muito bonito. As pessoas vêm falar com satisfação e emoção, pedem para tirar foto... Parece um sonho mesmo", conta Ellen.

Ellen foi uma das atrações do Réveillon carioca (Foto: Diego Bresani-Estudio California)Ellen foi uma das atrações do Réveillon carioca (Foto: Diego Bresani-Estudio California)
A comoção foi tão grande que a Secretaria de Cultura e o Governo do Estado se uniram para garantir a presença da moça na festa de Revéillon do Distrito Federal, sua terra natal.

O compromisso de Ellen de se apresentar na virada de ano carioca - condição para o vencedor do reality show - não foi problema. Um jatinho fez o transporte da artista de Brasília, onde se apresentou na primeira hora da noite, ao Rio de Janeiro, onde ela cantou no palco principal do evento, na praia de Copacabana. Um tratamento digno de diva pop, mas Ellen garante: "Vou segurar a onda e manter os pés no chão".

Com um carro novo na garagem, um contrato assinado com a gravadora Universal Music, o assédio multiplicado nas ruas e a missão de embalar mais de dois milhões pessoas em uma das maiores festas de réveillon do mundo, Ellen finalmente conheceu o lado glamouroso da profissão. A música "Famo$.A.", de Claudia Leitte, uma das "técnicas" do "The Voice", cairia como uma luva para este momento.

Sobre a possibilidade de ser logo esquecida, como muitos participantes de realitys musicais, ela garante: "Não tenho medo. Há quatro anos eu me apresentei em Salvador e ouvi as pessoas pedirem músicas de minha autoria. As pessoas conheciam o meu trabalho. A música, qualquer música, não só a minha, é mais importante do que eu. Ela transcende".

Fã de Milton Nascimento, Elis Regina e Gilberto Gil, Ellen também já conquistou seus próprios fãs famosos, como Miguel Falabella e Edson Celulari, que se derreteram em elogios ao parabenizá-la pela vitória. Misturando bossa, funk, hip-hop, MPB, samba, soul e poesia, a nova estrela agora conquistou outro punhado de admiradores na praia de Copacabana. "É a primeira vez que passo o Ano Novo no Rio, e vai ser logo me apresentando! Isso é muito especial. Vencer o programa me deu essa oportunidade maravilhosa de viver da música, e é só nisso que eu penso: poder trabalhar com o que eu gosto'', comemora.

A brasiliense ganhou um carro e R$ 500 mil (Foto: Diego Bresani-Estudio California)A brasiliense ganhou um carro e R$ 500 mil (Foto: Diego Bresani-Estudio California)
 
Encontre-nos no Google+