Dono da Boate Auê, que atende o público LGBT, é preso por abrir espaço interditado

Em Volta Redonda, ele descumpriu uma determinação do Corpo dos Bombeiros.

Do Gay1 RJ
Dono da Boate Auê, que atende o público LGBT, é preso por abrir espaço interditado
O dono da Boate Auê, identificado pela polícia apenas como Fábio, foi preso na madrugada de sábado, por desobediência. Segundo o delegado adjunto da 93º DP (Volta Redonda), Márcio Leandro Figueiroa, ele descumpriu uma determinação do Corpo dos Bombeiros e reabriu seu estabelecimento na Avenida Amaral Peixoto, que estava interditado desde o dia 1 deste mês.

A Auê, que atende o público LGBT, faz parte das 11 boates interditadas em Volta Redonda. O estabelecimento foi fechado no mesmo dia em que foram interditadas as boates Espaço Curral, no bairro Roma II, Night Club, no Centro, e Chafariz, na Ponte Alta.

Na ocasião, o Auê Bar foi encontrado fechado, mas os bombeiros afirmaram que tinham informações de que o local estava fora dos padrões de segurança.

O delegado explicou que o dono do Auê desrespeitou a lei ao abrir o estabelecimento, mesmo sabendo que estava interditado. Por isso, ele foi indiciado por desobediência.

Fábio vai responder pelo crime em liberdade. Ele assinou um termo se comprometendo a comparecer ao Juizado Especial Criminal, quando foi intimado.

 
Encontre-nos no Google+