ABGLT protesta contra indicação de pastor Marco Feliciano para comissão da Câmara

Do Gay1

A ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) publicou nota de protesto contra a indicação do pastor evangélico e deputado Marco Feliciano (PSC-SP) para assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

O pastor é considerado polêmico e já declarou em seu site que o "ativismo gay" serve para promover violência. "Do ponto de vista da política, minoria são grupos desprivilegiados, por não conseguirem estudos e empregos. Os gays não se encaixam nesse perfil, pois são estudados e tem ótimos empregos", afirma o deputado na mensagem.

Segundo a ABGLT, o deputado tem feito reiterados pronunciamentos públicos que vão na contramão dos objetivos da Comissão dos Direitos Humanos. "Em mais de uma ocasião, [Feliciano] teceu comentários depreciativos à população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, mostrando-se totalmente refratário ao reconhecimento dos direitos destas pessoas", defende a associação na nota.

Para a associação, seria um retrocesso a comissão ser presidida pelo parlamentar e cita a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de reconhecer publicamente a legitimidade da existência de pessoas LGBT na sociedade.

A associação também afirma que é preocupante a declaração, atribuída ao deputado, que teria afirmado no Twitter que "os descendentes africanos são amaldiçoados". Para a ABGLT, a declaração é "infeliz" e fere a dignidade dessas pessoas.

Indicação do deputado
Em acordo entre os partidos para a divisão de cargos em comissões da Câmara na última quarta-feira (27), o PSC de Feliciano ficou com o direito de indicar um nome para comandar o colegiado.

O líder do PSC, André Moura (SE), afirmou que o partido ainda não decidiu quem vai ser escolhido, mas que Feliciano foi um dos deputados da bancada que manifestou a intenção de ficar com o cargo. Ao todo, o partido possui 16 parlamentares na Câmara.

Uma reunião foi marcada para a próxima terça-feira (5) deve escolher o indicado pelo partido.

 
Encontre-nos no Google+