Rio Sem Homofobia e MetrôRio lançam campanha para capacitar funcionários

Iniciativa também conta com campanhas educativas de combate ao preconceito.

Por Virgínia Cavalcante, da Subsecretaria de Comunicação Social
Quatro drag queens participaram da iniciativa distribuindo panfletos da campanha (Foto: Divulgação)Quatro drag queens participaram da iniciativa distribuindo panfletos da campanha (Foto: Divulgação)
Em uma parceria inédita, o Programa Rio sem Homofobia, da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, firmou, nesta quinta-feira (21/3), um termo de cooperação técnica com o MetrôRio. O convênio é estratégico e visa a capacitação dos 1,5 mil colaboradores que atuam no atendimento ao público e a realização de campanhas educativas de combate ao preconceito e respeito à diversidade. O lançamento aconteceu na estação do Largo da Carioca, no Centro do Rio.

O coordenador do Programa Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento, explicou que a ação, além de importante, é estratégica pois milhares de pessoas usam o transporte diariamente.

"Esperamos que este ato inspire outras empresas a entenderem a necessidade de incorporar, de fato, o conceito da responsabilidade social e corporativa trazendo o debate de direitos humanos para dentro da companhia. Esta é a primeira empresa de concessão pública de transporte do Brasil que assume esta campanha" afirmou.

A capacitação começará na primeira semana do mês de abril e terá a duração de dois meses. O programa capacitará funcionários que lidam com atendimento ao público, como os bilheteiros e agentes de segurança, para melhoria e qualificação do atendimento à população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Durante 15 dias, será exibido o vídeo da campanha Rio sem Homofobia, além veicular sposts de áudio em todas as 35 estações do metrô.

A gerente de Comunicação e Marketing do MetrôRio, Elisa Santos, quer mostrar à sociedade carioca que a concessionária, que transporta cerca de 700 mil pessoas por dia, é contra a qualquer tipo de discriminação.

"Somos um transporte de massa que conduz muitas pessoas no dia a dia, onde há muita diversidade. Por isto, temos que prepará-las para entenderem que há diferenças e liberdade de expressão. A cidade do Rio foi eleita como o principal destino turístico do público LGBT. Por isto, nada mais adequado do que preparamos os cidadãos cariocas e os funcionários para receber estes visitantes, além das outras pessoas que também moram aqui" disse.

Durante o lançamento, técnicos do Centro de Referência da Cidadania LGBT orientaram o público sobre questões relacionadas à temática LGBT e direitos humanos. Foi disponibilizado um ponto de informação especialmente montado para esta data, com materiais impressos informativo. Quatro drag queens participaram da iniciativa distribuindo panfletos da campanha.

O usuário do metrô, Tairone Aguiar, afirmou a importância desta parceria para diminuir o preconceito.

"Como muitas pessoas pegam o metrô, este ato é essencial para que elas tenham a consciência de que respeito é preciso, independentemente da orientação sexual de cada um" disse.

A secretária Fabiana Bandeira revelou que este tipo de ação deveria ser mais presente na rotina do carioca.

"Abaixo ao preconceito. Todos têm o direito de serem como quiserem. Esta campanha veio em boa hora" concluiu.

 
Encontre-nos no Google+