CUT Brasília dá início à construção do Coletivo LGBT

Sindicatos filiados devem indicar nome de representante.

Do Gay1 DF, com CUT Brasília

A Central Única dos Trabalhadores, historicamente, luta pela construção de uma sociedade livre e democrática, com justiça social e pluralidade, onde todos e todas possam viver sem discriminação e sem sofrer qualquer tipo de coerção ou agressão. Tendo como base este pressuposto, a CUT Brasília dá início à construção do Coletivo LGBT – lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

Nesta primeira etapa, a Central solicita que os sindicatos filiados indiquem o nome de um representante para integrar o Coletivo, que buscará enraizar essa discussão na classe trabalhadora, cumprindo um importante papel na politização da discussão sobre a opressão sofrida por diversos trabalhadores e trabalhadoras no Brasil. Os nomes deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico secretariageral@cutdf.org.br ou pelo telefone 3251-9397, para Evania Barros, até o dia 12 de abril de 2013.

A criação do Coletivo LGBT é um encaminhamento do 3º Encontro Nacional de Secretários de Políticas Sociais da CUT, realizado nos dias 7 e 8 de março de 2013, em Brasília. Na atividade foram debatidos diversos temas, entre eles, cidadania e Direitos Humanos.

 
Encontre-nos no Google+