Obama mostra apoio ao pivô da NBA, Jason Collins, que saiu do armário

Jogador, de 34 anos, revelou sua homossexualide em entrevista à revista 'Sports Illustrated' e recebeu ligação do presidente dos EUA.
Obama mostra apoio ao pivô da NBA, Jason Collins, que saiu do armário
Do SporTV

A saida do armário do pivô Jason Collins, do Washigton Wizards, da Conferência Leste da NBA, aos 34 anos, já repercute no mundo. O atleta procurou a revista 'Sports Illustrated' para conceder uma entrevista, que será publicada no próximo dia 6 de maio. Com isso, Collins se tornou o primeiro jogador em atividade na história das principais ligas profissionais do país a assumir ser gay. O presidente dos Estados Unidos Barak Obama se mostrou solidário com a decisão do atleta e telefonou para - Elogiamos sua coragem, estamos te apoiando nesta fase e esperamos que os seus fãs e colegas de equipe o façam - teria dito o presidente americano, segundo a rede americana de televisão CBS.

Em um programa do 'SporTV', o jornalista Carlos Eduardo Mansur destacou a coragem e a importância da revelação do atleta para o mundo.

"A repercussão mostra que o fato ainda precisa ser trabalhado para ser tratado com naturalidade. Um atleta ter iniciativa é um passo significativo para o assunto. Já fui assessor de imprensa e por isso já frequentei muito vestiários, é um ambiente machista. Por isso, na questão de um esportiva é mais significativa dar esse passo" destacou.

Atletas da NBA também comentaram o assunto e mostram apoio ao pivô.

Veja a declaração feita por Jason Collins
Sou um pivô de 34 anos da NBA. Sou negro. E sou gay. Não tinha a intenção de ser o primeiro atleta assumidamente gay a jogar em uma grande liga americana. Mas agora que sou, estou feliz em começar essa conversa. Não desejava ser a criança do colégio a levantar a mão e dizer: “Eu sou diferente”. Mas ninguém fez, então estou levantando minha mão - disse o atleta à revista.

 
Encontre-nos no Google+