Milhares de pessoas festejam em Paris aprovação do casamento igualitário

Da AFP
O dia chuvoso não desanimou a multidão (Foto: AFP)O dia chuvoso não desanimou a multidão (Foto: AFP)
Milhares de pessoas se reuniram nesta terça-feira à noite na Praça da Bastilha, em Paris, para assistir a um show gratuito e comemorar a aprovação da lei francesa sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O dia chuvoso não desanimou a multidão, que agitou bandeiras francesas e com as cores do arco-íris, distribuídas pelos organizadores.

O prefeito de Paris, Bertrand Delanoe, a ministra da Família, Dominique Bertinotti, e o ex-ministro da Cultura Jack Lang assistiram à primeira parte do show.

A principal estrela do evento foi o artista franco-britânico Mika, que saiu do armário e assumiu sua orientação em setembro passado.

'Vivemos nove meses de debates particularmente difíceis, com uma homofobia que se mostrou desinibida, motivo pelo qual era importante nos reunirmos para um momento agradável', disse à AFP Nicolas Gougain, porta-voz do Inter-LGBT, a associação de defesa dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

No próximo domingo, os opositores do casamento igualitário e da adoção por casais do mesmo sexo voltarão às ruas para uma nova manifestação nacional.

Mais cedo nesta terça, um militante da extrema direita francesa contrário ao casamento igualitário cometeu suicídio na catedral Notre Dame de Paris.

Dominique Venner, de 78 anos, era historiador, escritor e militante do movimento de extrema direita radical há 50 anos. Ele se matou com um tiro em frente ao altar da catedral às 14h00 GMT (11h00 de Brasília).

Em uma mensagem publicada em seu blog, Vennes disse que 'são necessários gestos novos, espetaculares e simbólicos para tirar as pessoas da sonolência, balançar as consciências anestesiadas e acordar a memória das origens'.

 
Encontre-nos no Google+