Quem está doente é Comissão de Direitos Humanos, diz ABGLT sobre 'cura gay'

Projeto de lei ainda deve passar por duas comissões na Câmara e Senado.

Publicado em 19/06/13 às 21:16

Do Gay1

Após a aprovação na terça-feira do chamado projeto de "cura gay" na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, a ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) disse que quem está "doente" é a comissão.

"A ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – vem a público repudiar veementemente esse Projeto de Decreto Legislativo, que é uma excrescência legislativa. Quem está doente é essa Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Ela precisa ser curada, e o remédio é a garantia e a observância da laicidade do Estado", afirma a nota pública.

O projeto foi aprovado ontem na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça e de Cidadania (inclusive quanto ao mérito).

De autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), o projeto quer suprimir um dos trechos da Resolução nº 1/99 do Conselho Federal de Psicologia, que proíbe profissionais da área de participar de terapia para alterar a orientação sexual e de atribuir caráter patológico (de doença) à lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Os profissionais também não podem adotar ação coercitiva para orientar LGBTs para tratamentos não solicitados atualmente.

De forma bem humorada, pessoas criticam aprovação na internet
 
Encontre-nos no Google+