Condenada por vazar documentos, ex-soldado pede que Justiça o trate como mulher

Chelsea disse querer se transformar em mulher o mais rápido possível. Exército já avisou que ela será tratada como qualquer outro detento.

Publicado em 23/08/13 às 12:59

Do Gay1

Foto: Reprodução/TV Globo

Chelsea Manning chegou a divulgar uma foto usando baton e uma peruca loira.
Soldado condenado por vazar documentos secretos do governo americano fez um pedido à Justiça. Bradley Manning quer ser tratado como mulher, como Chelsea.

O pedido foi anunciado pelo advogado de Chelsea. No comunicado, o ex-soldado diz: "Eu sou Chelsea Manning, uma mulher. É assim que eu me sinto desde a infância".

Chelsea foi condenada a 35 anos de prisão por vazar 700 mil documentos secretos do governo americano para o site Wikileaks. Durante o julgamento, ela assumiu que é transexual e chegou a divulgar uma foto usando baton e uma peruca loira.

Agora, Chelsea afirmou que quer começar a terapia hormonal para se transformar em mulher fisicamente o mais depressa possível.

O advogado, que já se refere ao cliente como Chelsea, diz: “Ela só não fez a revelação antes para não tirar o foco do julgamento”.

Com o desejo de viver como mulher, Chelsea criou mais uma saia justa para as Forças Armadas americanas. Ela vai cumprir pena em uma prisão masculina no estado do Kansas, uma das mais violentas do país, e o exército já avisou que ela será tratada como qualquer outro detento.

Dois psiquiatras já haviam atestado que Chelsea tem transtorno de identidade de gênero, quando uma pessoa não se identifica com o próprio sexo. O advogado disse que vai fazer de tudo para que Chelsea receba tratamento hormonal na prisão.

O exército respondeu que Chelsea terá acesso a acompanhamento psiquiátrico, como todos os outros presos, mas tratamento hormonal, não.
 
Encontre-nos no Google+