Jean Wyllys apoia Sheik e pede “beijaço” coletivo no Corinthians

Deputado Federal relembra passagens pelo futebol que não traz boas recordações.

Publicado em 21/08/13 às 10:42

Por Adriano Ferreira

Foto: Ailton de Freitas / Agência O Globo

Jean Wyllys elogiou o selinho de Emerson Sheik e condenou os torcedores corintianos pelas faixas preconceituosas.
O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) elogiou a atitude do atacante Emerson Sheik, do Corinthians, que no último domingo postou uma foto nas redes sociais, em que aparece dando um selinho no amigo e chef de cozinha, Isaac Azar. Nesta segunda-feira, a atitude do jogador provocou reações contrárias de alguns torcedores corintianos, que compareceram ao Centro de Treinamento Joaquim Grava, com faixas com mensagens homofóbicas.

"Apoio o Emerson, ele nem gay é. Não o conheço, mas está de parabéns pela atitude, pelo apoio a causa. Esta foto não deveria causar polêmica. Estes imbecis provam que somos um país conservador, homofóbico, e o futebol se afirma contra o homossexualidade" afirmou o parlamentar.

Na opinião do também jornalista os atletas corintianos, que apoiaram a atitude de Emerson Sheik, com aplausos na sua chegada ao vestiário, deveriam fazer um beijo coletivo em prol dos direitos LGBT no país.

"Os jogadores deveriam fazer um “beijaço” entre eles, ou cada um escolher um amigo para beijar. Depois colocariam as fotos nas redes sociais" destacou o parlamentar.

O futebol não está entre as preferências esportivas de Jean Wyllys, pelo contrário, o deputado federal relembra passagens pelo futebol, que não traz boas recordações.

"Quando trabalhava em Salvador. Fui escalado para fazer uma matéria sobre comportamento em um clássico Ba-Vi, no Estádio Fonte Nova. O primeiro saco de urina que caiu em mim, percebi que não era um ambiente para eu estar. Torço somente pela Seleção Brasileira em Copas. O ambiente do futebol não é para gays. São muito humilhados. Lembro quando era garoto, qualquer menino um pouco mais delicado que participava das peladas, era massacrado pelos companheiros de todas as formas" disse Wyllys, ressaltando que o pai, era um torcedor fanático do Bahia.
 
Encontre-nos no Google+