Menino de 2 anos sofre 'ataque homofóbico' por usar peça rosa

A mãe levou o caso à polícia, que está investigando o incidente.

Publicado em 07/08/13 às 09:42

Por Fernando Moreira, do Page Not Found

Dexter, filho de Katie, é um 'menino sociável, tranquilo, contente e que adora a cor rosa'

Foto:

Dexter, filho de Katie, é um 'menino sociável, tranquilo, contente e que adora a cor rosa'.
Katie Vyktoriah tem um blog - A Mother Thing - no qual relata histórias sobre os filhos. Em uma de suas mais recentes postagens, a blogueira de Davenport (Flórida, EUA) contou que o filho Dexter (foto), de 2 anos, foi alvo de um "ataque homofóbico" em uma filial da rede de supermercados Walmart.

O menino usava uma tiara com enfeite rosa na cabeça quando duas adolescentes se aproximaram da mãe e perguntaram:

"É menino ou menina?"

"É um menino", respondeu Katie.

Ao ouvir a resposta, um homem, que fazia compras no supermercado, resolveu se meter, com ar irônico:

"Um menino!?"

O intruso foi descrito por Katie como "um cara grande, com barba espessa, hálito de fumante, fedendo a cerveja e usando camisa camuflada com as mangas cortadas".

Confrontada, a mãe de Dexter respondeu afirmativamente. O homem, não satisfeito, arrancou a faixa rosa da cabeça do menino e comentou:

"Um dia você vai me agradecer, rapazinho."

Katie, no alto do seu instinto maternal, colocou-se na frente de Dexter e disparou:

"Se você tocar no meu filho de novo, eu vou decepar as suas mãos."

"Seu filho é uma maldita bicha. Ele será atacada por isso um dia", retrucou o homem.

A discussão terminou. No blog, Katie conta que Dexter é um "menino sociável, tranquilo, contente e que adora a cor rosa".

"O fato de ele usar uma faixa de menina o deixou feliz, e ele estava acenando às mulheres como se fosse um pequeno príncipe", contou ela.

A blogueira levou o caso à polícia, que está investigando o incidente.
 
Encontre-nos no Google+