Travesti é esfaqueada por não aceitar consumir drogas com cliente

Vítima teve as duas mãos cortadas e o pulmão perfurado.

Publicado em 28/08/13 às 13:53

Do Gay1, com TV Record Brasília

Foto: Reprodução/TV Record Brasília

As marcas de sangue ficaram no chão da casa.
Uma travesti identificada como Amanda, de 24 anos, marcou um programa com um cliente em casa na madrugada desta quarta-feira (28) e foi esfaqueada por não aceitar consumir drogas.

O crime aconteceu por volta de 0h30 na QNE 01 de Taguatinga Norte, DF. A polícia informou que a vítima tinha marcado o encontro pelo celular, mas quando o homem chegou à residência começou a fazer uso do crack.

Neste momento, Amanda ficou nervosa, disse que não iria consumir drogas e que não aceitava esse tipo de conduta dentro de casa.

O cliente, então, foi até a cozinha, pegou uma faca e atingiu a vítima diversas vezes.

Uma vizinha ouviu gritos de ajuda e ligou para a PMDF (Polícia Militar do DF). Quando a confusão acabou, ela olhou pelo olho mágico da porta e viu a travesti ensanguentado caída no chão e também pediu ajuda para o Corpo de Bombeiros.

A vítima foi levada ao HRT (Hospital Regional de Brasília) com as duas mãos cortadas e o pulmão perfurado, mas conseguiu prestar depoimento.

O acusado conseguiu fugir e não foi localizado até o momento. A 17ª DP (Taguatinga Norte) investiga o caso.
 
Encontre-nos no Google+