Armando Babaioff diz que homofobia 'têm cura e se chama educação'

Érico de "Sangue Bom", ator também falou que se assusta muito a "homofobia ser utilizada com fins políticos".

Publicado em 21/09/13 às 15:01

Do Gay1 Entretenimento

Foto: Divulgação/TV Globo

Ator respondeu perguntas de internautas do site UOL.
Em "Sangue Bom", o bom moço Érico, interpretado por Armando Babaioff terminou um relacionamento com Verônica (Letícia Sabatella) e revelou ainda ter sentimentos por Renata (Regiane Alves), a ex-noiva que o traiu com seu primo.

Com um papel de um jovem gay em seu currículo, o Thales de "Ti-Ti-Ti" (2010), Armando fez questão de se posicionar contra a homofobia em pergunta feita por internauta e publicada no site UOL:

Pergunta de Walter Baptista: Além de ser um ótimo ator, você é um cara muito bonito e, naturalmente, deve ser desejado por muitos gays. Já foi cantado por algum deles? Como você lida com esse assédio? E o que você pensa a respeito da homofobia?

Resposta de Armando Babaioff: Não tenho o menor problema com assédio. Sou contra qualquer tipo de intolerância e desrespeito e me assusta muito também a homofobia ser utilizada com fins políticos. Sou a favor da união estável e favorável a adoção de crianças por casais do mesmo sexo. A intolerância e o preconceito têm cura e se chama educação.
 
Encontre-nos no Google+