Delegada de Goiânia que fez redesignação sexual deve assumir a Delegacia da Mulher

Transexual obteve autorização da Justiça e mudou nome e registro civil para Laura.

Publicado em 23/01/14 às 13:13

Do Gay1, com informações da CBN

Foto: Arquivo Pessoal

Laura está de licença e quando retornar será lotada em outra delegacia.
A delegada de Trindade e Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia, Laura foi submetida a uma cirurgia para redesignação sexual e, com autorização da Justiça, mudou nome e registro civil.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a instituição não irá se pronunciar sobre o caso, já que trata-se de uma questão pessoal da delegada Laura e não altera administrativamente a polícia. Ainda de acordo com a direção da instituição, a delegada está de licença e quando retornar será lotada em outra delegacia.

Existe a possibilidade de ela assumir a Delegacia da Mulher de Goiânia, o que ainda não está confirmado pela direção da Polícia Civil. Segundo a advogada especialista em direito LGBT e presidente da comissão de Direito Homoafetivo da OAB-GO, Cíntia Barcelos, com a redesignação sexual, a situação jurídica de Laura não se altera e, por isso, ela poderá continuar com o cargo na Polícia Civil.

Ainda segundo a advogada Cíntia Barcelos, o que deve mudar é o comportamento da sociedade em relação ao assunto. A presidente da Comissão de Direito Homoafetivo da OAB- GOs ainda acredita que o caso poderá servir de exemplo para outras pessoas que têm o mesmo desejo, mas muitas vezes preferem não se submeter a cirurgia por convenções sociais.
 
Encontre-nos no Google+