Irmãos heterossexuais matavam homossexuais por prazer em Manaus

Dupla de assassinos de 18 e 19 anos confessaram ter matado e roubado pelo menos mais três pessoas.

Publicado em 29/01/14 às 21:15

Do Gay1, com Portaldoholanda.com.br

Foto: Reprodução/Portaldoholanda.com.br

Jucenildo Soares Damacena e Ricardo Damacena Cunha foram identificados e presos.
Foram presos nesta quarta, 29, os assassinos confessos do estudante universitário Steve Hosth, encontrado morto no dia 29 de novembro de 2013, em um rip rap no Tancredo Neves.

Após intensas investigações da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF), os irmãos heterossexuais Jucenildo Soares Damacena (o Dunga), 18 e Ricardo Damacena Cunha, 19, foram identificados e presos pela autoria do crime.

Durante depoimento, os acusados confessaram ter matado e roubado Steve Hosth, além de pelo menos mais três pessoas. Todas elas gays.

Ricardo era quem captava as vítimas e trabalhava como garçon no Centro de Manaus. Combinava o encontro e levava o irmão, que também participava ativamente das mortes.

Conforme o Delegado Orlando Amaral, titular da DRFV, os criminosos agiam da mesma forma. "Os dois atuavam em conjunto e sempre escolhiam homossexuais para roubar e matar. As características das mortes e a forma como respondem ao caso, dão sinas de que se tratam de maníacos". Amaral também acredita que a quantidade de vítimas pode chega a pelo menos dez.

Além da morte de Steve, os irmãos maníacos também confessaram outras três mortes:

No dia 18 de novembro de 2013, em um hotel na Rua Floriano Peixoto, Centro foi encontrada a primeira vítima conhecida, Henrique Júnior Rabelo Maio, de 31 anos. No dia 11 de novembro, Carlos Macambira da Silva, 41, foi encontrado morto em um local denominado "Sítio da Engeco", no Santa Etelvina. No dia 16 de dezembro, mataram Jucinei José Araújo Barbosa, 46, um industriário que trabalhava há muitos anos no Distrito Industrial e havia acabado de receber seu 13º. Além do dinheiro, teve um notebook roubado que estava em posse da dupla e foi reconhecido pela família.

As vítimas eram enforcadas com um "mata leão" (gravata) e após se debater e morrer, tinham seus pertences roubados.

A prisão foi acompanhada pelo irmão de Steve, Sérgio Costa, 32. "O sentimento é de que a justiça foi feita. Infelizmente foi um sonho interrompido de forma brutal. Meu irmão desejava ser um cineasta e não pode mais. Mas só temos a agradecer aos investigadores envolvidos, pois quando o caso chegou aqui, vimos que ele realmente andou", relatou o irmão.

Jucenildo Soares Damacena, 18, o Dunga foi preso no Conjunto Habitacional Viver Melhor. Ricardo Damacena Cunha, 19, foi preso no Santa Etelvina, próximo ao Parque dos Nobres nesta quarta-feira.
 
Encontre-nos no Google+