Senado dos EUA aprova nomeação do primeiro juiz negro e gay assumido

Darrin Gayles foi designado para o tribunal federal do Distrito Sul da Flórida. Nomeação representa 'dia histórico para o sistema judiciário do país'.

Publicado em 18/06/14 às 15:03

Do Gay1, com agências internacionais

Foto: Reprodução

Darrin Gayles, primeiro negro gay a ocupar a cadeira de juiz federal da Flórida.
O Senado dos Estados Unidos aprovou por unanimidade nesta terça-feira (17) a nomeação do primeiro juiz negro e gay do país e confirmou, além disso, uma magistrada lésbica negra e a um juiz hispânico para um tribunal federal no estado de Washington.

Com o placar de 98 votos a 0, o plenário do Senado aprovou a indicação de Darrin Gayles para o tribunal federal do Distrito Sul da Flórida, o que representa a primeira vez em que um homem negro e gay assumido é designado para um cargo vitalício da Justiça Federal.

Além disso, os senadores aprovaram - por 52 votos a 44 - a nomeação de Staci Yandle, uma mulher negra e lésbica, para o tribunal federal do Distrito Sul de Illinois, mas seu caso não é inédito no país.

Um assessor do presidente americano, Barack Obama, Neil Eggleston, garantiu que essas nomeações representam um "dia histórico para o sistema judiciário" do país.

"Pela primeira vez na história, o Senado ratificou a indicação de dois juízes abertamente homossexuais no mesmo dia", escreveu Eggleston em mensagem no blog oficial da Casa Branca.

Além disso, o Obama designou 112 mulheres para serem juízas, "mais do que qualquer outro presidente, superando o recorde que do ex-presidente Bill Clinton", acrescentou Eggleston.

"As nomeações não são importantes porque estes juízes vão considerar os casos de forma diferente, mas porque uma bancada judicial que se parece mais com a nossa nação inspira uma confiança ainda maior em nosso sistema de Justiça, e porque estes juízes servirão como modelos de conduta para as próximas gerações", acrescentou.
 
Encontre-nos no Google+