Dilma fala sobre a criminalização da homofobia: 'Tenho integral compromisso'

Em sabatina do O GLOBO, candidata do PT também afirmou que casamento igualitário já é questão solucionada.

Publicado em 13/09/14 às 12:13

Por Hernanny Queiroz

Foto: Reprodução

Dilma Rousseff responde perguntas de internautas sobre criminalização da homofobia e casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Após a polêmica envolvendo a mudança do programa de governo da rival, Marina Silva, Dilma Rousseff (PT) disse ter compromisso com a criminalização da homofobia durante participação da sabatina do O GLOBO com presidenciáveis.

"Tenho integral compromisso com a criminalização da homofobia. O projeto [que tramitava no Congresso, que criminalizava a homofobia] não tem só o artigo de criminalização de homofobia, tem outros artigos. Nem todos os artigos do projeto o governo é favorável" frisou a candidata.

De acordo com Dilma, a união civil entre pessoas do mesmo sexo é uma questão "solucionada", mas o Estado não tem como impor a aprovação do casamento igualitário porque isso seria assunto das religiões.

"O Supremo aprovou o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, e reconheceu os direitos das relações estáveis. O que eu acho é que o Estado não tem condições de impor o casamento religioso. Mas o Estado, como é laico, tem dever de reconhecer todos os direitos do casamento entre um homem e mulher tem para as pessoas do mesmo sexo. Essa é uma questão solucionada. A discussão central é a questão a respeito da homofobia. É absolutamente necessário, assim como foi necessário criminalizar a violência contra o negro e contra a mulher" finalizou.

Assista:
 
Encontre-nos no Google+