Dilma diz que defenderá criminalização da homofobia em entrevista ao SBT

A presidente afirmou que irá defender, no seu segundo mandato, a aprovação do projeto de lei 122/2013.

Publicado em 28/10/14 às 21:40

Do Gay1

Foto: Reprodução

Dilma Rousseff (PT) também defendeu o entendimento atual do STF sobre casamento igualitário.
Em entrevista exibida na noite desta terça-feira (28) no "SBT Brasil", a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou que irá defender, no seu segundo mandato, a aprovação do projeto de lei 122/2013, que torna a homofobia crime.

Questionada sobre o projeto de criminalização da homofobia, Dilma reafirmou o que havia dito durante a campanha eleitoral. "Darei integral apoio. É uma medida civilizatória. O Brasil tem de ser contra a violência que vitima a mulher. A violência que de forma aberta ou escondida fere os negros. E também tem que ser contra a homofobia. É uma barbárie."

Perguntada sobre sua posição com relação ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, Dilma defendeu o entendimento atual do STF (Supremo Tribunal Federal), que reconheceu a união civil de pessoas do mesmo sexo. Organizações LGTB argumentam que a decisão do Supremo, apesar de ser um avanço, não assegura a lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais os mesmos direitos presentes no casamento civil de pessoas de sexo oposto.

Veja íntegra da entrevista da presidente Dilma Rousseff ao SBT
 
Encontre-nos no Google+