Padre afastado por abençoar casal gay volta a celebrar missa em Goiânia

Pároco afirma que esteve presente em celebração de união como amigo. Ele recorreu da decisão da Igreja Católica e o caso foi arquivado.

Publicado em 20/10/14 às 10:20

Do Gay1 GO

Foto: Reprodução

Padre César Garcia.
Após ser afastado por uma bênção concedida a um casal gay, o padre César Garcia voltou a celebrar missas na Paróquia São José, no Setor Sul, em Goiânia, neste domingo (19). O pároco esteve ausente das atividades da Igreja Católica desde o dia 10 de junho, enquanto era investigado pelo caso.

Garcia esteve presente em um evento de celebração de uma união entre pessoas do mesmo sexo, que já dura 11 anos, no último dia 20 de maio. Segundo o padre, ele esteve na residência do casal como amigo e não como representante da Igreja Católica. Ele argumentou que, inclusive, não usava batina e estava vestido como uma pessoa comum.

Porém, fotos da celebração, que mostravam a presença do padre, foram publicadas em redes sociais e repercutiram entre os membros mais conservadores da Igreja. Um processo canônico no Tribunal Eclesiástico de Goiânia foi aberto para apurar o caso. Antes que a investigação fosse concluída, entretanto, o clero determinou o afastamento de Garcia. Para a Igreja Católica, a presença do padre deu margem para interpretações errôneas da intenção dele e do casal.

O pároco recorreu da decisão e o recurso foi acatado pelo Tribunal Eclesiástico em Brasília. Com isso, o processo instaurado na Cúria Metropolitana foi arquivado.

“Eu fiquei neste período me preparando, rezando muito. Foi um período maravilhoso da minha vida. Talvez tenha sido um dos períodos de reflexão mais importantes”, afirmou o padre sobre os meses durante os quais ficou afastado da Igreja.

Foto: Leo Romano/Arquivo pessoal

Padre César Garcia deu benção ao casal Leo Romano e Marcelo Trento.
 
Encontre-nos no Google+