Egito condena oito jovens por participação em casamento de amigos gays

Acusação é por 'incitação à libertinagem e ofensa à moral pública'. Vídeo mostra casal comemorando o casamento em um barco no rio Nilo.

Publicado em 04/11/14 às 01:20

Da France Presse

Foto: AFP

Oito homens egípcios foram condenados a três anos na prisão neste sábado.
Um tribunal do Cairo condenou neste sábado (1º) a três anos de prisão oito jovens acusados de aparecer em um vídeo de um "casamento gay", que se tornou viral na internet.

Os oito egípcios eram processados por "incitação à libertinagem e ofensa à moral pública".

O vídeo mostra um casal de rapazes comemorando o casamento em um barco no rio Nilo ao lado de amigos. As imagens mostram o momento da troca de alianças, quando os presentes cantam em homenagem ao casal.

Ser lésbica, gay, bissexual, travestis ou transexual não é formalmente proibida no Egito, mas pode levar a condenações judiciais em virtude de outras disposições legais.

A ONG Human Rights Watch (HRW), com sede em Nova York, convocou o Egito a libertar estas pessoas e condenou os exames aos quais elas foram submetidas.
 
Encontre-nos no Google+