'Fomos humilhados', dizem amigos vitimas de homofobia que foram expulsos de bar

Jovens dizem ter sido vítimas de homofobia em bar no Centro de Manaus.

Publicado em 16/12/14 às 13:52

Do Gay1*

Foto: Marcos Dantas

Bar 'Patupirá' abriu normalmente nesta segunda (15).
Dois amigos disseram ter sido expulsos de um bar no Centro de Manaus, na madrugada deste domingo (15), após serem vítimas de homofobia. De acordo com relato dos jovens, que não quiseram ser identificados, os dois foram ofendidos pelo proprietário do estabelecimento após terem se abraçado. Um deles, de 20 anos, diz ter sido humilhado. "Não fomos desrespeitosos com ninguém. Somos amigos e estávamos abraçados. Foi um absurdo", relatou. O dono do bar se defende afirmando que expulsou os rapazes por serem "clientes problemáticos", e não pelo fato deles serem gays.

O 'Patupirá Petiscaria Bar' está situado na Rua Visconde de Porto Alegre, no Centro da capital. A dupla chegou ao local acompanhada de dois outros amigos. Entre eles estava uma estudante, de 23 anos. Segundo ela, que também preferiu não se identificar, o grupo era cliente assíduo do local. "Frenquentamos o lugar quase todos os dias e sempre nos sentíamos muito a vontade. Meus três amigos que foram nesse dia são gays, mas nunca tínhamos passado por isso aqui antes. Ficamos assustados. Fomos xingados e constrangidos", disse.

Um dos amigos, de 19 anos, que teria sido vítima de homofobia, contou que a confusão começou após um pedido de um garçom do estabelecimento. "Minha amiga levantou para jogar sinuca com outro amigo nosso, enquanto eu e ele ficamos na mesa, que estava do lado de fora do bar. A gente estava abraçado ouvindo música, tranquilo. Lá dentro um garçom disse para o nosso amigo avisar pra gente se afastar porque a vizinhança e os clientes se incomodavam com aquilo", afirmou.

De acordo com ele, o tumulto teve início após o dono do bar supostamente tecer comentários negativos contra a dupla.

Ao site G1, o dono do bar admite ter se envolvido em uma confusão com os clientes, mas alega que apenas revidou agressões verbais, das quais teria sido vítima antes. Ele afirma ainda que os jovens só foram expulsos do bar porque são clientes problemáticos.

*Com informações do G1
 
Encontre-nos no Google+