Governo diz que cenas de 'beijo gay' têm mesma classificação que 'beijo hétero'

O Ministério da Justiça publicou uma nota em sua página oficial no Facebook.

Publicado em 11/12/14 às 16:16

Do Gay1 Entretenimento

O Ministério da Justiça publicou uma nota em sua página oficial no Facebook na manhã desta quinta-feira (11) explicando que -- para a classificação indicativa de programas de televisão, filmes e outras obras culturais -- não há diferenciação entre cenas que mostrem beijos de pessoas do mesmo sexo e de sexos diferentes.

"O beijo é Livre (ainda bem, né?). Para a Classificação Indicativa do MJ, é indiferente se o beijo é entre pessoas do mesmo sexo ou não. A nudez não erótica também pode ser considerada Livre", diz o post no perfil da organização governamental.

A página do ministério explica ainda que a indicação muda quando o conteúdo é erotizado, mas que mesmo assim não faz distinção entre as orientações sexuais. "Conteúdos mais erotizados – nudez velada, insinuação sexual e carícias sexuais, como preliminares ao ato sexual – podem ser 'não recomendado para menores de 12 anos'. Nesse caso, também não faz diferença para a #ClassificaçãoIndicativa se as cenas são protagonizadas por pessoas do mesmo sexo."

No post, a página do governo ainda mostra uma cena romântica entre dois homens, do filme "O Segredo de Brokeback Mountain".

O post foi bastante comentado desde sua publicação, com a maioria dos internautas se colocando a favor do Ministério da Justiça. "Muito civilizado. Parabéns", diz Israel De Castro. "Não vejo problema nenhum. Se os pais não querem que seus filhos vejam, controlem mais o que eles têm acesso", analisa Thamiris Farias. "Não é favor. Não é privilégio. Não é mais do que obrigação!", pontua Antonio Junior.

O internauta LP Gonçalves critica o posicionamento dos usuários que reclamaram do post do Ministério. "Extremamente correta a postura, poderia aproveitar e abrir um processo criminal para todos que expressarem sua homofobia logo abaixo. Uma coisa é falar, "eu não assistiria", outra coisa é falar 'é um absurdo, fim dos tempos, e blá, blá, blá.'"

 
Encontre-nos no Google+