Justiça condena adolescente por agredir colega lésbica em Goiânia

Garota terá de prestar serviços comunitários em entidade por seis meses. Fórum aguarda documentação para que medida socioeducativa comece.

Publicado em 21/01/15 às 12:55

Do Gay1

Foto: Reprodução

Violência teria ocorrido dentro de uma sala de aula em Bela Vista de Goiás.
Uma garota aguarda documentação para começar a cumprir medida socioeducativa de seis meses em um convento por ter agredido uma colega lésbica dentro da escola onde estudavam, em Bela Vista de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia. O ato infracional ocorreu no final de 2012, quando a acusada tinha 14 anos e a vítima, 16. O avô e a mãe da menor infratora, que também são suspeitos de terem participado da agressão, respondem pelo crime no mesmo processo, que foi desmembrado.

Segundo a decisão do juiz Paulo Afono de Amorim Filho, titular da comarca de Bela Vista de Goiás, as agressões foram motivadas por razões homofóbicas. Ainda de acordo com o magistrado, a menor alegou que a colega lhe fazia "propostas amorosas" e não negou a autoria do fato, que causou lesões na vítima. Diante disso, o juiz determinou que a menor cumpra medida socioeducativa durante seis meses por seis horas semanais na Casa das Irmãs Franciscanas, que realização ações sociais Bela Vista de Goiás.

Agressão
A agressão ocorreu no dia 12 de novembro de 2012. Na época, o delegado da cidade, Iris Alves Pinto, ouviu os envolvidos. Os parentes da agressora disseram que ela vinha sofrendo perturbações e sendo ameaçada, inclusive de morte, pela colega que alega ter sido agredida. A situação já teria sido informada à direção da escola, juntamente com um pedido de providência para que essas ameaças parassem.

 
Encontre-nos no Google+