'A AIDS não tem cara e não tem cura' diz campanha do CEDS para o carnaval

Lucinha Araújo presidente da ong Sociedade Viva Cazuza e mãe do cantor morto vítima da AIDS anuncia o slogan.

Publicado em 14/02/15 às 21:15

Do Gay1 RJ

SMS e CEDS lançam campanha de prevenção às DSTs/AIDS no carnaval 2015.
A Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual do Estado do Rio de Janeiro divulgou um vídeo em que vários cidadãos de diferentes raças, gêneros, orientações sexuais e sorologias irão se autodeclarar como um indivíduo totalmente oposto a ele, enquanto seus rostos vão se transformando através do efeito visual usado no clipe ‘black and white’, de Michael Jackson. Ao final, Lucinha Araújo, presidente da ong Sociedade Viva Cazuza e mãe do cantor morto vítima da AIDS, anuncia o slogan: "A AIDS não tem cara e não tem cura. Use camisinha". 2015 marcam os 25 anos da morte de Cazuza.

Além da veiculação do vídeo da campanha na internet, serão distribuídos 1,3 milhão de preservativos, 300 mil a mais que no ano passado e folhetos informativos sobre prevenção de DST/AIDS, dengue e chikungunya, nos principais blocos, festas, praias e no desfile das escolas de samba na Marques de Sapucaí. Participarão nesta ação, ex-alunas do Projeto Damas, que capacita e reinsere travestis e transexuais no mercado formal de trabalho. Os foliões também podem encontrar preservativos e materiais informativos nos displays instalados nas unidades de saúde do município do Rio.
 
Encontre-nos no Google+