Elton John pede boicote a Dolce&Gabbana por críticas a adoção de casais do mesmo sexo

Fundadores da marca criticaram as técnicas de fertilização in vitro e afirmara que a única família é a tradicional.

Publicado em 16/03/15 às 17:53

Do Gay1 Entretenimento

Foto: SPlash news

Elton John com seu marido David Furnish e seus filhos Zachary e Elijah.
O cantor britânico Elton John defendeu neste domingo (15/03) um boicote à marca italiana de moda Dolce&Gabbana pelas críticas de seus fundadores à adoção de crianças por casais do mesmo sexo.

"Seu pensamento arcaico está fora de moda, como sua roupa. Nunca voltarei a usar Dolce&Gabanna", disse o músico em resposta a declarações dos estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana divulgadas pela revista italiana "Panorama".

Os dois empresários, que formaram no passado um casal, afirmaram que "a única família é a tradicional" e criticaram as técnicas de fertilização "in vitro" e o uso de barrigas de aluguel. Dolce reiterou a impossibilidade de ser pai por ser homossexual. "Sou gay, não posso ter filhos", disse.

"Como se atrevem a chamar de 'sintéticos' meus queridos filhos?", afirmou Elton John no Instagram. O cantor considerou uma "vergonha" os estilistas criticarem a fecundação "in vitro", "um milagre que permitiu legiões de pessoas que se amam, tanto heterossexuais como homossexuais, realizarem o sonho de ser pai", disse.

O cantor é casado com o cineasta David Furnish. Eles são pais de Zachary, de três anos, e Elijah, de um, ambos nascidos do ventre de uma mãe de aluguel.
 
Encontre-nos no Google+