Internautas comemoram condenação de Levy Fidelix por comentário homofóbico

Luciana Genro disse que a juíza responsável pelo caso foi "certeira" e deixou um recado: "discurso de ódio não passará".

Publicado em 16/03/15 às 19:02

Do Gay1

Foto: Evelson de Freitas/Estadão Conteúdo

O candidato Levy Fidelix (PRTB).
Muita gente usou as redes sociais, nesta segunda-feira, para comemorar a condenação do ex-candidato à presidência Levy Fidelix (PRTB) - que será obrigado a pagar R$ 1 milhão de indenização pelas declarações homofóbicas feitas durante o processo eleitoral de 2014.

A também ex-candidata Luciana Genro (Psol) comentou sobre o assunto. De acordo com ela, a juíza que analisou o caso foi "certeira" e a condenação representa uma "vitória para toda a população LGBT e para todos que defendem as liberdades individuais e os direitos humanos".

O caso aconteceu em setembro do ano passado em um debate televisivo promovido pela Rede Record. Na ocasião, Levy foi questionado por Luciana a respeito do casamento igualitário e respondeu afirmando que “dois iguais não fazem filho” e que “aparelho excretor não reproduz”. Em seguida ainda comparou a homossexualidade à pedofilia e ressaltou que as populações LGBTs deveriam ser "tratadas" no plano psicológico e “bem longe da gente”.

"Ótima notícia essa condenação do Levy Fidelix. Na sentença, a juíza foi certeira e disse que o pronunciamento de Levy naquele debate comigo foi além do permitido pela liberdade de expressão e incidiu em discurso de ódio", escreveu Luciana Genro em sua página do Facebook.

O caso também foi bastante repercutido durante a tarde no Twitter, onde o nome "Levy Fidelix" chegou a ocupar as primeiras posições dos Trending Topics. Confira abaixo alguns tweets:

 
Encontre-nos no Google+