Polícia investiga assassinato de drag queen que fazia cover de Lady Gaga, em Fortaleza

Marcele Jean tinha apenas 18 anos e foi encontrada em uma das ruas mais movimentadas da capital cearense com marca de tiros.

Publicado em 09/04/15 às 12:27

Por Beatriz Medeiros e Breno Boechat

Foto: Reprodução / Facebook

Marcele Jean, que fazia cover de Lady Gaga, foi encontrada morta na última sexta-feira.
A Polícia Civil do Ceará investiga o assassinato do dançarino Marcelo Rodrigues da Silva, de 18 anos, em Fortaleza, no Ceará. O jovem foi encontrado na Avenida Presidente Costa e Silva, uma das ruas mais movimentadas do bairro Massejana, na Zona Sudoeste da capital cearense, com marca de tiros. De acordo com as investigações, os suspeitos do crime usavam um carro modelo Gol, de cor prata.

Foto: Reprodução / Facebook

O jovem era conhecido por fazer covers da cantora americana Lady Gaga.
O caso aconteceu na madrugada da última sexta-feira. Marcelo, que era conhecida como Marcele Jean, uma drag queen que fazia apresentações cover da cantora americana Lady Gaga, chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Distrital Edmilson Barros de Oliveira, no mesmo bairro, mas não resistiu. Ele estava sem documentos e só foi reconhecido posteriormente, por familiares, no 30º Distrito Policial.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa assumiu inicialmente as investigações sobre o caso, que, sem seguida, passou a ser investigado pelo 30º DP, distrito responsável pela região onde aconteceu o crime. O delegado Márcio Gutierrez, responsável pela distrital, informou que as investigações ainda estão em fase inicial e que diligências são realizadas para identificar os suspeitos pelo crime.

A morte de Marcele Jean gerou comoção nas redes sociais. Romagaga, amiga da vítima, lamentou o ocorrido. “Perdemos um grande artista aqui de Fortaleza e uma pessoa que só demonstrava alegria e sonhos a conquistar. (...) Fiquei muito abalada quando vi a notícia, não sei o que motivou o assassinato, mas acho que, independente de tudo, temos que ressaltar que todos somos seres humanos e que ninguém merece ser morto assim. Ele era uma pessoa que sempre via alegre e fazendo o que mais gosta, que era performar Lady Gaga. (...) Cadê o amor ao próximo? A vida não tem mais valor? Cadê a segurança de Fortaleza? (...) Hoje em dia, não podemos nem sair de casa. (...) Quero deixar minha solidariedade aos amigos e à família de Marcelo. Que deus conforte o coração de todos e que ele esteja agora em um lugar melhor”, escreveu Romagaga.
 
Encontre-nos no Google+