Restaurante é acusado de lésbofobia ao negar promoção a casal em São Paulo

Estudantes dizem que desconto para casais em rodízio lhes foi negado. Estabelecimento em Ribeirão Preto nega preconceito e alega mal-entendido.

Publicado em 06/04/15 às 17:32

Do Gay1 SP

Foto: Adriano Oliveira

Caroline e Natália levaram o caso à Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual.
Um casal lésbico foi vítima de discriminação em um restaurante de comida japonesa em Ribeirão Preto (SP). Segundo as jovens, um garçom, que se apresentou como gerente do estabelecimento, negou a elas a promoção de um rodízio oferecido para casais e, de forma constrangedora, explicou que o desconto só valia para um casal formado por um homem e por uma mulher.

Ainda de acordo com as vítimas, o funcionário chegou a usar frascos de molho shoyu – um normal e outro light – para explicar que eram diferentes e que por isso seriam um casal.

"Não nos considerar como casal é uma desconstrução para a gente. Isso nos afeta e nos constrange. Nós temos uma história" diz Caroline Carvalho.

O caso foi registrado na Polícia Civil como constrangimento ilegal e denunciado à Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual, da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania.

O advogado do restaurante Shogá Japanese Food, Gustavo Defina, diz que houve um mal-entendido sobre a promoção. Segundo Defina, o estabelecimento sempre esteve aberto a todos os clientes, independente da orientação sexual de cada um.

Em nota divulgada no perfil no Facebook, o restaurante pediu desculpas ao casal envolvido e àqueles que se sentiram ofendidos com o fato, porque “errou ao realizar uma promoção que deu margem a interpretações homofóbicas e constrangedoras aos clientes e amigos”.

*Com informações da EPTV
 
Encontre-nos no Google+