'Beijaço' contra a homofobia marca votação do Plano de Educação em Porto Alegre

Manifestação ocorreu nas galerias da Câmara durante discussão do projeto. Questões sobre gênero e sexualidade dividem vereadores e público.

Publicado em 24/06/15 às 22:09

Do Gay1

Foto: Guilherme Almeida/CMPA

Ativistas promovem 'beijaço' na Câmara de Vereadores de Porto Alegre.
Um “beijaço” marcou a discussão do projeto de lei que institui o Plano Municipal de Educação (PME) na tarde desta quarta-feira (24) na Câmara de Vereadores de Porto Alegre.

A manifestação foi protagonizada por ativistas LGBT, que foram pressionar os vereadores a manter no projeto os itens que determinam o estudo sobre identidade de gênero e orientação sexual nas escolas.

Manifestantes contrários ao texto também lotam as galerias do plenário com faixas e cartazes.

Por determinação do Ministério da Educação, os planos municipais e estaduais de educação devem ser votados até esta quarta (24). O documento traça as estratégias para a educação nos próximos 10 anos.

A discussão na Câmara de Porto Alegre já dura cerca de quatro horas. A exemplo do que ocorreu na Assembleia Legislativa na terça-feira (23) durante a votação do Plano Estadual de Educação (PEE), o projeto divide vereadores.

Até agora, já foram apresentadas 12 emendas ao projeto. A de número 5 é a que provoca mais polêmica entre os parlamentares e o público, pois ela propõe a retirada do texto de palavras como “identidade de gênero” e “diversidade sexual”.
 
Encontre-nos no Google+