Câmara do DF aprova Plano de Educação sem questões de gênero e sexualidade

A supressão foi decidida por 16 votos favoráveis, sete contrários e uma ausência.

Publicado em 17/06/15 às 15:42

Do Gay1 DF

Foto: Reprodução/Facebook

Plenário lotado com militantes convocados por parlamentares fundamentalistas.
A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou o Plano Distrital de Educação nesta terça-feira (16), com 16 votos excluindo termos a respeito de gênero e sexualidade. Entre os itens suprimidos estão: a previsão de "Educação em Gênero e Sexualidade" e a menção ao Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos LGBT.

O parlamentar Chico Vigilante afirmou ter achado o resultado "deprimente" e fortalecedor do preconceito. "Um bocado de gente veio para a galeria sem saber efetivamente o que estava se discutindo aqui. Essas emendas não tinham absolutamente nada a ver com o projeto, ela só serve pra fortalecer o discurso de intolerância que está acontecendo no Brasil contra pessoas homossexuais e supostos defensores de família."

Construído com a participação da sociedade e tendo como base o Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado em 2014, o PDE é um instrumento de planejamento, gestão e integração do sistema de ensino do Distrito Federal que vai valer pelos próximos 10 anos. Ao todo, o plano tem 21 metas, como melhorar a carreira do professor e aumentar as vagas na pré-escola.
 
Encontre-nos no Google+